segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Crítica de Mãe!


Sinopse: Um casal vive em um imenso casarão no campo. Enquanto a jovem esposa (Jennifer Lawrence) passa os dias restaurando o lugar, afetado por um incêndio no passado, o marido mais velho (Javier Bardem) tenta desesperadamente recuperar a inspiração para voltar a escrever os poemas que o tornaram famoso. Os dias pacíficos se transformam com a chegada de uma série de visitantes que se impõem à rotina do casal e escondem suas verdadeiras intenções.



Não é a toa que Darren Aronofsky já tem sua legião de fãs e ao mesmo tempo pessoas que o odeiam. Tornou-se um diretor que trabalha com excelência os pontos de vista subjetivos e consegue trazer o público para mergulhar de cabeça. Muitos não compreendem esse trabalho ou simplesmente não gostam, mas é fato que ele conseguiu sua marca. Filmes como Réquiem para um Sonho e Cisne Negro são dois exemplos de grandes sucessos, adorados por seus fãs e que levam de sobra seu estilo, outros de seus filmes também arriscaram, mas nem sempre dá certo, como o filme Noé.

Mãe! é um filme que mostra o casal principal como duas visões distintas, possui uma base bíblica para gerar diálogo no público e é de uma temática difícil, por muitas vezes dá pra saber que é o típico filme que temos obrigação assistir novamente.

A câmera praticamente fechada o tempo todo no rosto de Jennifer Lawrence, mostrando sua angustia com uma atuação sempre elogiada, nos faz sentir incômodo e claustrofobia, quem trabalha com arte ou filmagem, sabe que as escolhas de enquadramento pode nos fazer ganhar informações demais que são descartáveis ou nos fazer perder algo importante, Darren Aronofsky é um diretor que consegue trabalhar com maestria os enquadramentos dentro de seu estilo único, seja quem elogie ou critique seu trabalho, deve reconhecer essa questão.

Quando ao elenco, dispensa comentários, mesmo os personagens secundários são feitos por atrizes e atores muito talentosos, mas nosso maior reconhecimento é com o quarteto de extremo talento: Jennifer LawrenceJavier BardemEd Harris e Michelle Pfeiffer. Esses quatro "gigantes" do cinema sempre rendem grandes atuações, e juntando eles dá para saber que a intenção dos produtores era realmente fazer um filme grandioso.

Com algumas críticas a parte, Mãe! pode ser considerado um filme muito bom e cumpre sua proposta com o estilo único de Darren Aronofsky. Vale assistir no cinema!

TRAILER DO SITE ADOROCINEMA
Daniel Fontebasso
(Crítico e Diretor de Curtas)

Acesse e se inscreva no melhor e mais divertido canal de cinema do Brasil: FONTECINEMA 







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente: