domingo, 8 de dezembro de 2013

Crítica de Últma Viagem a Vegas

Juntar Michael Douglas, Robert De Niro, Morgan Freeman e Kevin Kline em um mesmo filme deve ser algo complicado, tendo em vista de que são quatro daqueles atores únicos e veteranos do cinema.

Mas o filme em questão, justifica unir essas lendas da sétima arte?

Sinopse: Billy (Michael Douglas), Paddy (Robert De Niro), Archie (Morgan Freeman) e Sam (Kevin Kline) são amigos desde a infância e hoje são senhores de idade. Quando Billy, o solteirão do grupo, decide enfim pedir em casamento sua namorada de trinta e poucos anos, ele e os amigos resolvem viajar até Las Vegas para reviver a juventude e curtir uma tremenda despedida de solteiro. O que eles não imaginavam é que a Las Vegas atual seria bem diferente da cidade que eles conheceram décadas atrás.

Se exageros, são quatro dos grandes representantes do cinema:

Kevin Kline - Oscar em 1989 por Um Peixe Chamado Wanda
Michael Douglas - Oscar em 1987 por Wall Street
Morgan Freeman - Oscar em 2005 por Menina de Ouro
Robert De Niro - Oscar em 1980 por Touro Indomável e em 1974 por O Poderoso Chefão - Parte II

Qual a primeira coisa que passa em nossas cabeças assim que falamos de um filme sobre quatro homens fazendo uma despedida de solteiro em Vegas? Se Beber Não Case!!! Outro filme que fala exatamente sobre o mesmo gancho para uma história.

Seria Última Viagem a Vegas, um Se Beber Não Case da terceira idade? A resposta é "não"! A semelhança talvez fique mais em pela competência dos protagonistas de transformarem momentos e diálogos ruins piadas engraçadas.

Última Viagem a Vegas é um filme com uma proposta simples, que é mostrar o divertimento dos quatro amigos veteranos. Las Vegas, neste caso, é apenas o pano de fundo que nos faz imaginar que todos americanos se divertem apenas lá, mas ver esses caras sentados dividindo uma cerveja em uma mesa de um bar de esquina, teria o mesmo efeito de nos entreter e arrancar algumas risadas.

Em determinado momento caímos em certas mesmices e clichês, mas isso já era o esperado. O filme nos dá bons momentos para rirmos e refletirmos. É um bom divertimento, que repito, nos trouxe a honra de vermos esses grandes nomes do cinema juntos. Talvez com atores de menor escalão, o filme seria um desastre por não nos apresentar nada de novo, tudo o que vemos neste filme, já vimos antes muitas vezes.

Saudosismo ou não, o filme não é o melhor do ano, mas nos diverte.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Famosos com passado trágico

CHARLIZE THERON
Atriz e modelo Sul-africana, vencedora o Oscar, tem um passado trágico. O pai dela era alcoólatra e era frequentemente abusivo quando bebia. Durante um desentendimento familiar, seu pai agrediu fisicamente sua mãe e ameaçou as duas.

Na tentativa de proteger a si mesma e sua filha, a mãe atirou e matou o marido, tudo isso na frente de Charlize Theron, que tinha 15 anos.

OPRAH WINFREY
A famosa apresentadora de TV teve uma infância difícil. Nascida quando seus pais eram apenas adolescentes em situação de pobreza, Oprah Winfrey foi criada com seus pais separados desde o início. A partir dos 9 anos de idade, ela foi repetidamente molestada por parentes do sexo masculino.

Por causa do trauma, ela se envolveu com drogas, álcool e promiscuidade. Deu à luz um bebê prematuro, quando ela tinha apenas 14 anos. Seu filho morreu logo depois. Mas as coisas começaram a melhorar quando ela começou sua carreira como repórter de uma emissora de TV local.

SHANIA TWAIN
A cantora canadense experimentou muito sofrimento. Ela cresceu pobre, até o ponto onde havia escassez de comida em sua casa. Perdeu a mãe e o padrasto em um acidente de carro quando ela tinha 21 anos e teve que sustentar sozinha seus três irmãos mais novos.

DEMI MOORE
Demi Moore nasceu de uma mãe alcoólatra e bipolar, sem pai presente. Seu padrasto não conseguia se manter nos empregos devido a vícios e com isso a família mudou de endereço 15 vezes. Seus pais eram ambos alcoólatras e agrediam fisicamente um ao outro.

Em 1980, seu padrasto cometeu suicídio. Moore deixou a escola, mas a vida começou a melhorar depois que conseguiu seu primeiro papel.

KEANU REEVES
Este ator talentoso tem lidado com muito desgosto em sua vida. Seu pai o abandonou quando ele era uma criança. Em 1993, ele perdeu um bom amigo, River Phoenix, após uma overdose de drogas. Em janeiro de 2000, Reeves e sua então namorada Jennifer Syme enterraram a filha, Ava, que tinha acabado de nascer.

Apenas um ano depois, Jennifer Syme perdeu o controle de seu carro sofrendo um gravíssimo acidente, onde morreu instantaneamente.

CHRISTIANE TORLONI
Não é apenas no exterior que momentos trágicos atingem famosos. Christiane Torloni é muito conhecida das novelas brasileiras (interpretou a primeira "filha" da icônica personagem Helena das novelas de Manoel Carlos) e está entre as atrizes brasileiras mais talentosas de todos os tempos. Teve dois filhos gêmeos, Leonardo e Guilherme, com o diretor de novelas Dennis Carvalho. Mas um terrível acidente ocorreu em sua residência em 1991, ela manobrava uma caminhonete com seus filhos dentro do veículo, após uma manobra errada, despencaram de uma altura de 4,5 metros. Christiane e Leonardo sofreram ferimentos leves, mas Guilherme morreu antes de chegar ao hospital. A atriz precisou ficar internada no mesmo hospital por estar em estado de choque e mesmo assim precisou prestar depoimento na delegacia logo em seguida. Até hoje, ela mesmo diz "O luto não passa nunca".

ERIC CLAPTON
Vamos finalizar com um dos casos trágicos mais conhecidos dos famosos. Eric Clapton, um ícone da música, passou pela terrível dor de perder seu filho Conor de apenas 4 anos. Conor caiu da janela do 53º andar de um apartamento do amigo de sua mãe em Nova Iorque em 20 de março de 1991. Clapton, que chegou ao apartamento pouco depois do acidente, ficou visivelmente desesperado. "Tears in Heaven" é uma canção composta e cantada por ele, a letra é sobre a dor e perda que Clapton sentiu após a morte de seu filho. Em 2004 Eric Clapton deixou de tocar Tears in Heaven, pois afirma que é uma música muito emocional para ser executada em público.

Eric Clapton e seu filho Conor.

Foi um período muito turbulento na vida de Eric Clapton, pouco antes do momento trágico que ocorreu com seu filho em 1991, em agosto de 1990 seu empresário e dois de seus roadies (junto com o colega músico Stevie Ray Vaughan) morreram em um acidente de helicóptero.


E você? Lembra de algum momento trágico que vale citar aqui? Deixe um comentário abaixo:

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Crítica do filme Rush - No Limite da Emoção

Rush é um filme emocionante, que nos traz uma excelente história e encanta até mesmo os que não gostam de esportes com automóveis.


Elenco: Chris Hemsworth, Olivia Wilde, Alexandra Maria Lara, Chris Cowlin, Christian McKay, Daniel Brühl, James Michael Rankin, Jamie Sives, Jay Simpson, Lee Asquith-Coe, Lee Nicholas Harris.

Rush – No Limite da Emoção é situado na era dourada da Fórmula 1, e conta a emocionante história de dois dos maiores rivais que o mundo já viu - James Hunt (Hemsworth) e seu metódico e brilhante oponente Niki Lauda (Brühl). Acompanhando a vida deles dentro e fora das pistas, Rush observa os dois pilotos enquanto eles se esforçam para atingir a máxima resistência física e psicológica, onde não há atalho para a vitória, nem margem para erros. Se cometer um erro, você morre.

Isso mesmo, até mesmo os que criticam tanto a Fórmula 1 nos dias de hoje, ou até mesmo as novas gerações que não valorizam ou mal conhecem os grandes heróis do presente e do passado deste fabuloso esporte, vão se encantar com um filme que traz novamente Ron Howard como um diretor criativo e competente desde Uma Mente Brilhante. Podemos dizer que Howard nos devia um filme tão bom quanto aquele que lhe rendeu um Oscar.

Alguns anos antes pudemos conferir o maravilhoso documentário Senna, onde pudemos relembrar aquele que ainda será, para mim, o maior piloto de todos os tempos. Também foi uma maravilhosa obra que as novas gerações puderam conhecer o grande Ayrton Senna. No filme Senna pudemos conferir também a grande rivalidade entre Senna e Prost.

Chris Hemsworth (Thor) conseguiu finalmente um papel que lhe permitiu explorar suas capacidades de atuação sem que estivesse preso ao herói da Marvel. De um lado oposto temos Daniel Brühl (Bastardos Inglórios) que já trabalhou em papeis mais dramáticos e pôde atuar como um dos mais fantásticos pilotos de todos os tempos, Niki Lauda. Ambos atores foram fantásticos e são acompanhados de um elenco igualmente competente.

Uma grande produção, um ótimo trabalho de direção e atores muito competentes. Rush é uma boa pedida para aqueles que gostam de emoção e que gostam de saber mais sobre grandes representantes dos esportes.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Remake de Poltergeist vai acontecer


Próximo remake de Poltergeist da Fox pode estar prestes a acontecer, com Sam Rockwell (A Espera de Um Milagre e Homem de Ferro 2) em negociações para estrelar o projeto. Rosemarie DeWitt (A Luta Pela Esperança) já está definida para atuar como a protagonista feminina do filme.

Sam Rockwell

A escolha do elenco está longe de ser um problema neste momento, ainda que Rockwell faz questão de acrescentar horror ao seu considerável repertório.

O filme será sobre uma família lutando financeiramente, que se muda para uma casa suburbana antiga, para grande desgosto dos espíritos que se escondem lá.

O diretor Gil Kenan (A Casa Monstro) vai comandar o filme, com roteiro escrito por David Lindsay-Abaire (Oz: Mágico e Poderoso). O filme está previsto para 2014.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Cartaz mostra a escala de Godzilla

O novo filme do Godzilla, produzido pela Legendary Pictures teve um novo cartaz divulgado, mostrando o tamanho colossal do monstro.

 
  
Enquanto você não consegue ver Godzilla inteiro, você vê a sua cauda espinhosa.

É difícil imaginar os helicópteros ao redor fazendo um impacto muito grande ...

Dirigido por Gareth Edwards e estrelado por Aaron Taylor-Johnson, Godzilla estréia em 16 de maio de 2014.

domingo, 14 de julho de 2013

Crítica do filme O Homem De Aço

Um garoto descobre ter poderes extraordinários e não ser do planeta Terra. Ao se tornar um jovem homem, ele viaja para descobrir de onde veio e a razão pela qual foi enviado. Mas o herói dentro de si deve se manifestar se ele quiser salvar o mundo da aniquilação e se tornar um símbolo de esperança para a humanidade.


Anos e anos atrás, gerações mal podiam piscar ao assistir o clássico Superman, de 1978, com Christopher Reeve como o personagem título. Por muitas e muitas vezes atribuíram a aparência do ator com qualquer outro trabalho seguinte sobre o herói.


Christopher Reeve estrelou quatro filmes, dois extraordinários (inclusive enfrentando o próprio Zod no segundo) e dois péssimos, encerrando sua caminhada no papel do herói ainda nos anos 1980.

Talvez por causa da identidade gerada daqueles icônicos e inesquecíveis filmes, levaram 19 anos para fazer mais um filme, Superman - O Retorno de 2006, com Brandon Routh. Filme que gerou muito mais críticas do que o esperado. A tentativa de colocar um ator "parecido" e o retorno da sensacional trilha sonora de John Williams, não foi o suficiente para agradar os fãs, pior, foi realmente um filme repleto de clichês, situações sem sentido e um casal principal que não se amava. O filme estava mais com um tom para ser uma homenagem aos mais antigos.

Os filmes que Christopher Reeve estrelou foram tão marcantes que parecia impossível alguém superar. Eis que ressurge a oportunidade de fazer um trabalho decente para Superman. Zack Snyder lidera um projeto, que devemos dizer que foi arriscado, porém sensacional.


Em O Homem de Aço o trabalho técnico é impecável e o filme tem uma dose certa de ação e suspense, isso já era o esperado. O que o filme teve a mais, foi um excelente roteiro, uma produção que equilibrou muito bem seus elementos e momentos ideais de cada ponto, um trabalho dos atores que todos saíram muito bem. 

Variando em vários tons épicos, o filme também entra com uma história cativante e sentimental de Kal-El buscando se alto conhecer e levando consigo os valores de seus pais. O Homem de Aço não é um filme de heróis típico, é um filme que busca mostrar um personagem que tenta se compreender e nos mostra um lado emocional que não foi contado anteriormente.

Um filme que finalmente se desprendeu dos clássicos de Christopher Reeve e da trilha sonora de John Williams, fazendo um trabalho totalmente novo, dando uma nova "cara" ao homem de aço e uma trilha sonora, não a clássica, mas uma nova composta por Hans Zimmer.

Este é sim um exemplo fantástico que o herói pode ressurgir sem que sejam necessárias comparações dos filmes do passado. O filme vale cada centavo do seu ingresso e certamente encherá seus olhos durante toda a produção.


O Homem de Aço Trailer Dublado

Um amigo meu me disse:"É um filme para assistir, não duas, mas umas vinte vezes no cinema". Exagero da parte dele? Vá ao cinema e confira, diga NÃO PARA A PIRATARIA e se dê a oportunidade de ver um grande filme em uma grande tela, garanto... vale seu ingresso, cada centavo.

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Quantos atores já foram Superman?

Com o recente lançamento, Man Of Steel, novo filme do maior e mais conhecido super-herói, seguem abaixo os atores que tiveram a honra de atuar como o homem-de-aço:

1939 - Ray Middleton

1948 Kirk Alyn

1951 - George Reeves

1961 - Johnny Rockwell

1966 - Bob Holiday

1975 - David Wilson

1978 - Christopher Reeve (pra mim, esse é o eterno)

1979 - Tayfun Demir

1988 - James Hayes Newton

1989 - Gerard Christopher

1993 - Dean Cain

1996 - Tim Daly (voz)

2001 - Tom Welling

2006 - Brandon Routh

2009 - Matthew Bomer

2013 - Henry Cavill

Menção honrosa: 1987 - Punneet Issar (Bollywood)

Menção honrosa: 1988 - Dariya Dil (Bollywood)

terça-feira, 18 de junho de 2013

Personagens que foram inspirados em pessoas reais e nem imaginávamos

Personagem: Johnny Fontane
Ator: Al Martino
Filme: O Poderoso Chefão.

No filme: Personagem era cantor em decadência, mas a máfia ameaça um produtor deixando uma cabeça de cavalo em sua cama.

A inspiração: Frank Sinatra estava com sua carreira em queda livre no início de 1950 antes de sua performance vencedora do Oscar. Rumores dizem amigos de Sinatra na Mafia tinham uma influência para ele ganhar o papel.

Liberdade artística: Não houve necessidade de decaptar um equino, ao menos nenhuma ocorrência foi registrada.

Personagem: Adam Lerner
Ator: Joseph Gordon-Levitt
Filme: 50%

No filme: Adam descobre que tem câncer de medula e tem de se adaptar à realidade de risco de vida.

A inspiração: A luta do personagem Adam aconteceu com o roteirista do filme, Will Reiser.

Liberdade artística: Alguns amigos de Adam no filme são fictícios ou a personalidade foi alterada, incluindo o personagem de Seth Rogen.

Personagem: Dorian Grey
Atores: (vários)
Filmes: O Retrato de Dorian Grey, A Liga Extraordinária, entre outros...

Nos filmes: Dorian oferece sua alma em troca de juventude e beleza eterna, precisa manter um quadro possuído para que isso seja possível, mas nunca pode olhar para o quadro.

A inspiração: Conto de uma homenagem de Oscar Wilde para seu amante John Gray.

Liberdade artística: Em uma inspiração de Wilde, viu em Gray características obscuras para criar o personagem.

Personagem: Laurel Hedare
Atriz: Sharon Stone
Filme: Mulher-Gato

No filme: A vilã é uma magnata dos cosméticos envolvida na criação de um letal creme anti-envelhecimento. (afff)

A inspiração:  É coincidência que, durante a produção do filme, uma glamourosa empresária  real  e loira estava lançando um inovador creme anti-envelhecimento?

Liberdade artística: De qualquer forma, a tal empresária real não tentou matar nenhuma mulher vestida de gato. Não que a gente saiba.


Personagem: Zorro
Atores: Vários
Filmes e séries: Vários

No filme: Personagem justiceiro defende povo contra opressores, usando como marca o seu famoso "Z".

A inspiração: Joaquin Murrieta, um bandido mexicano, ficou rico após atacar caravanas.

Liberdade artística: O Zorro de verdade não foi um justiceiro agindo em causa social.

Personagem: Ben Campbell
Ator: Jim Sturgess
Filme: Quebrando a Banca.

No filme: Um prodígio da matemática é convocado por um grupo para contar cartas nos cassinos de Las Vegas.

A inspiração: A vida de Jeff Ma, um membro da equipe do MIT durante os anos 1990.

Liberdade artística: Jeff Ma é de origem asiática; Sturgess é irlandês branco. A mudança não passou despercebida, com muitos acusando o filme de racismo.

Personagem: Lucy Whitmore
Atriz: Drew Barrimore
Filme: Como Se Fosse A Primeira Vez.

No filme: Moça bate a cabeça e sofre graves lesões irreversíveis, onde todas as vezes que adormece, apaga a memória a curto prazo.

A inspiração: Michelle Philpots, uma mulher de  Lincolnshire, sofreu perda de memória a curto prazo em um acidente de carro, ela não consegue lembrar nada desde 1994, incluindo o fato de que ela é casada.

Liberdade artística: No filme a personagem chega a ter uma filha.

Personagem: Krusty
Ator: Dan Castenalleta
Filme e seriado: Os Simpsons.

No filme e seriado: Krusty é um palhaço apresentador de TV que é viciado em cigarros, bebidas e pornografia, seus desejos são dinheiro e fama.

A inspiração: Mais um personagem inspirado em pessoas que fizeram parte da vida do criador do desenho Matt Groening, neste caso, Krusty foi inspirado em um palhaço de TV chamado Rusty Nails.

Liberdade artística: Acima de tudo, Rusty Nails era um cara legal, bem diferente de Krusty.

Personagem: Steve Zissou
Ator: Bill Murray
Filme: A Vida Marinha com Steve Zissou.

No filme: Steve Zissou é um oceanógrafo com um plano para se vingar de um tubarão que matou seu parceiro.

A inspiração: Muito obvio que a inspiração foi o oceanógrafo e documentarista Jacques Cousteau.

Liberdade artística: É bem improvável que Cousteau tinha um plano de explodir um tubarão.

Personagem: Piggy
Ator e atriz: (vários)
Filmes e séries: (vários)

No filme: Porquinha apaixonada pelo sapo Caco.

A inspiração: A criadora Bonnie Erickson fez uma  homenagem à cantora de jazz Peggy Lee.

Liberdade artística: Apenas uma homenagem, não estavam chamando a cantora Peggy Lee de "porca", mas obviamente comparações surgiram.

Personagem: Ebenezer Scrooge
Ator: Jim Carrey
Filme: Os Fantasmas de Scrooge.

No filme: Scrooge tenta ajustar sua vida durante a época de Natal.

A inspiração: John Elwes político do século XVIII que protegia a sua herança ao extremo.

Liberdade artística: Difícil acreditar que Elwes tenha visto fantasmas na época de Natal.

Personagem: Frank Costello
Ator: Jack Nicholson
Filme: Os Infiltrados.

No filme: O chefão do crime Costello está envolvido em uma rede de mentiras que envolvem um homem de sua confiança infiltrado no FBI e um agente infiltrado em sua organização sem que ele saiba.

A inspiração: Um mafioso de Boston realmente recebia informações de um agente do FBI.


Liberdade artística: O fim de algumas das pessoas reais não foi o mesmo dos personagens do filme.


Personagem: Mick Taylor
Ator: John Jarratt
Filme: Wolf Creek

No filme: Psicopata que vive no meio do nada na Austrália sequestra mochileiros para atrocidades.



A inspiração: Crimes hediondos são comuns naquela região, onde foi capturado o assassino Bradley John Murdoch, que Taylor foi inspirado.

Liberdade artística: O personagem Mick Taylor é um serial killer, responsável por diversas mortes. O filme chegou a ter seu lançamento adiado para que não influenciasse no julgamento de Murdoch.



Personagem: Alice
Atrizes: (varias)
Filmes e desenhos: Alice No País das Maravilhas.

No filme: Alice cai na toca do coelho e vai para uma terra estranha com personagens incríveis.


A inspiração: História criada por Lewis Carroll para Alice Liddell.


Liberdade artística: Décadas de estudos literários foram gastos tentando descobrir a natureza exata da relação entre Carroll e Liddell, mas não se preocupe, gatos invisíveis e chapeleiros loucos são fictícios.



Personagem: Emily Rose
Atriz: Jennifer Carpenter
Filme: O Exorcismo de Emily Rose.

No filme: Garota possuída passa por exorcismo que resulta em sua morte e o padre é julgado.


A inspiração: O filme conta o caso real de uma mulher alemã Anneliese Michel, que morreu em 1976.


Liberdade artística: No filme existem evidências de forças sobrenaturais, mas na vida real a causa da morte foi diagnosticada como epilepsia.



Personagem: Pete "Maverick" Mitchell
Ator: Tom Cruize
Filme: Top Gun

No filme: Maverick é um piloto de caça que é selecionado para participar do curso Top Gun na Navy Fighter Weapons School.



A inspiração: O filme foi inspirado em um artigo de revista. Maverick foi vagamente baseado no instrutor Randall "Duke" Cunningham.

Liberdade artística: Cunningham se aproveitou do sucesso do filme para se candidatar a congressista, logo após teve que renunciar por acusações de suborno. Seria o tema de Top Gun 2?


Personagem: Severus Snape
Ator: Alan Rickman
Filmes e livros: Harry Porter

No filme: Mestre de poções que não gosta de Harry Porter.


A inspiração: Um professor de química que não gostava de J.K. Rowling, escritora dos livros.


Liberdade artística: Química = poções.



Personagem: Harry Callaghan
Ator: Clint Eastwood
Filme: Magnun 44

No filme: Policial com sua magnun fazendo justiça, se você for um criminoso, sinta-se sortudo de estar vivo.



A inspiração: Dirty Harry é baseado em Dave Toschi, o detetive encarregado da caça ao assassino Zodíaco.

Liberdade artística: Harry cumpre todos os seus objetivos, sendo que na vida real Toschi jamais pegou o tal assassino.



Personagem: Tony Manero
Ator: John Travolta
Filme: Os Embalos de Sábado a Noite

No filme: Tony torna-se o Rei da Disco nos anos 1970.


A inspiração: A idéia do filme saiu de artigos de revista feitos pelo jornalista Nik Cohn e Manero foi inspirado em um conhecido dele.


Liberdade artística: O comportamento e personalidade de Manero não precisam ser exatamente como da pessoa que o inspirou.



Personagem: Sherlock Holmes
Ator: (vários)
Filme: (vários)

No filme: O melhor detetive de Londres deduziu os casos mais impossíveis em dezenas de filmes e programas de TV.



A inspiração: Arthur Conan Doyle, criador do personagem, era  funcionário de um professor e médico chamado Joseph Bell, que ensinou ciência forense deduzindo informações sobre fatos estranhos.

Liberdade artística: Como Holmes, Bell ocasionalmente ajudou a polícia ... mas ele nunca desistiu do trabalho para tornar-se um detetive.


Personagem: Tintin
Ator: (vários)
Filmes, quadrinhos e desenhos: (vários)

No filme: Jovem aventureiro, que junto com seu cão, adoram uma boa aventura.


A inspiração: O criador dos quadrinhos, Hergé, baseou Tintin em Palle Huld, um adolescente que deu a volta ao mundo em 44 dias.


Liberdade artística: Ao contrário de Tintin, Huld não possuía um cão para acompanhá-lo nas viagens.


Personagem: Viktor Navorski
Ator: Tom Hanks
Filme: Terminal

No filme: Um nativo do país fictício de Krakozhia, fica preso no aeroporto JFK quando sua terra natal está sob o domínio de uma guerra civil.



A inspiração: A mesma coisa aconteceu com o iraniano Mehran Karimi Nasseri, que perdeu seu passaporte no aeroporto Charles De Gaulle em Paris e viveu lá 1988-2006.

Liberdade artística: Ao contrário Nasseri, que era um refugiado político, Navorski queria apenas visitar Nova York para cumprir uma promessa.


Personagem: Charles Foster Cane
Ator: Orson Welles
Filme: Cidadão Kane

No filme: Magnata da imprensa, Kane continua a ser um dos mais complexos retratos de um 'grande' americano.


A inspiração: Welles fez pouco para esconder o fato de que Kane era um trabalho inspirado no polêmico editor William Randolph Hearst.

Personagem: Raymond Babbitt
Ator: Dustin Hoffman
Filme: Rain Man

No filme: Autista com um grande talento para cálculos tem uma relação conturbada com seu irmão.



A inspiração: Kim Peek, era um homem cuja memória era tão forte que ele podia recordar o conteúdo de mais de 12.000 livros.

Liberdade artística: Peek na verdade não é autista, ele tem uma rara condição genética chamada Síndrome FG.

Personagem: James Bond
Ator: (vários)
Filmes: (vários)

No filme: Superespião britânico, licenciado para matar e interpretado por grandes atores é um dos maiores personagens da história.


A inspiração: Vários nomes foram sugeridos: o espião canadense William Stephenson,  o agente do MI6 Biffy Dunderdale e o irmão de Ian Fleming... Peter. No entanto, Bond é uma versão idealizada de seu criador.


Liberdade artística: Pouco importa em quem ele foi baseado, nenhum ser humano é capaz de aguentar tantas situações e missões como as que ele enfrenta.


Personagem: Travis Bickle
Ator: Robert De Niro
Filme: Taxi Driver

No filme: Motorista  de taxi sonha com a lavagem da escória na rua e planeja assassinar um candidato ao Senado.


A inspiração: O roteirista Paul Schrader há muito tempo confirmou que baseou o personagem no caso de Arthur Bremer, que atirou no candidato à presidência George Wallace em 1972.

Liberdade artística: Bremer nunca dirigiu um táxi. Ironicamente, Bickle viria a inspirar uma outra tentativa de assassinato na vida real - o tiro de John Hinckley Jr. em Ronald Reagan em 1981.


Personagem: Rocky Balboa
Ator: Sylvester Stallone
Filmes: Rocky

No filme: Rocky é um boxeador que enfrenta o atual campeão Apollo Creed.


A inspiração: Stallone escreveu o roteiro depois de ver uma luta entre Chuck Wepner e Muhammad Ali. A luta durou 15 rounds.

Liberdade artística: Wepner foi derrotado no último round por nocaute, no filme Rocky perde por pontos.


Personagem: Norman Bates
Ator: Anthony Perkins
Filme: Psicose

No filme: Um proprietário de Motel que não faria mal a uma mosca. Infelizmente, ele também tem uma personalidade dividida homicida com uma propensão para se vestir como a falecida mãe e assassinar os hóspedes.



A inspiração: Baseado no serial killer Ed Gein, que matou várias mulheres jovens e exumou vários cadáveres na busca de fazer uma roupa de pele semelhante a sua falecida mãe.

Liberdade artística:  A insanidade de Gein abriu caminho para outros filmes sobre assassinos psicopata.



Personagem: Indiana Jones
Ator: Harrison Ford
Filmes: Quadrilogia Indiana Jones e uma série de TV com o ator Sean Patrick Flanery.


No filme: Professor durante o período letivo. Arqueólogo e aventureiro nas horas vagas. Odeia cobras.


A inspiração: Hiram Bingham III, o aventureiro acadêmico que redescobriu Machu Pichu em 1911.

Liberdade artística: Hiram Bingham passou uma boa aventura, mas nada comparável ao que Indiana Jones passou, como enfrentar forças divinas e extraterrestres.



Sabe mais algum personagem que ninguém imaginava ser baseado em uma pessoa real? COMENTE: